Fim da licença-maternidade

O Blog tá bem desatualizado. consegui contar como foi o segundo mês de vida do Fabrizio. Falta o 3º, o 4º e o 5º mês. Ele completou 5 meses hoje: 18/04/2012. Mas o assunto do post hoje é outro...
Hoje é o meu primeiro dia no trabalho. Cheguei pouco antes do meio-dia e tive que fazer uma lista dos afazeres mais urgentes. É muita coisa para colocar em dia. A vantagem é que a correria dará a impressão de que o dia passará mais rápido. Meu pequeno ficou com a minha irmã. Quando saí da casa dela ele tava tão entretido brincando com a minha sobrinha que nem deu bola para a minha saída. Certamente ele ficará muito bem, já que minha irmã é uma mãe maravilhosa e cuidará dele como se fosse filho dela. Já eu.... vim chorando o caminho todo (são quase 40km). Passei no serviço da minha mãe pegar a mini geladeira portátil que comprei para armazenar o leite materno que vou esgotar ao longo do dia (a vendedora deixou lá pq era mais perto do serviço dela). Sei que será difícil mas tenho que lembrar das palavras que escrevi no fórum do baby center:
 
"Eu volto a trabalhar na quarta-feira dia 18 e o Fabrizio vai ficar com a minha irmã. Eu tenho dois empregos. Num deles sou registrada e minhas férias terminam no dia 17. No outro eu sou autônoma e conitnuei fazendo o serviço em casa desde que o fabrizio tinha 1 semana. Enfim, eu pensei muito em não voltar para o emprego na faculdade, ficar só no outro que eu trabalho em casa. Mas eu teria de pedir a conta e não seria nada vantajoso (não teria direito de sacar FGTS, nem a seguro-desemprego). Além disso, eu amo o meu trabalho e são só dois dias na semana. Eu ando muito irritada ultimamente, porque não estou fazendo nada direito: não estou conseguindo dar conta da casa, do serviço (o autônomo), o do marido e do filho. Eu queria ter tempo de exercer todos os papéis de forma satisfatória. Por isso decidir: o fabrizio vai ficar com a minha irmã de abril até junho. Em julho a faculdade entra em férias e eu tb. Em agosto o Fabrizio vai para a creche. Eu vou poder trabalhar durante o dia, posso tirar um dia na semana para ficar em casa e fazer faxina. Não vou mais precisar virar a noite trabalhando para entregar algum serviço no outro dia cedo, vou pode até fazer uma academia. E quando eu pegar meu bebê na creche às 17h vou poder me dedicar exclusivamente a ele, até o ele dormir. Quando eu arquitetei tudo isso eu estava me sentindo uma monstra, uma egoísta, mas dae conversei com a minha irmã e ela me fez ver a situação de forma diferente. A frase dela foi: "não se sinta culpada, o que importa é a qualidade e não a quantidade de tempo que vc passa com o fabrizio". Ela me deu dois exemplos de mães que não trabalham, ficam com os filhos o dia todo mas acabam ficando sem paciência, muitas vezes surrando as crianças por bobeira, pq estão stressadas. Se alguém quiser ler o depoimento que ela escreveu sobre o seu retorno ao trabalho e a ida da minha sobrinha para a creche (aos 5 meses), clique no link: http://blogdamamaedanny.blogspot.com.br/2008/08/trabalhar-ou-ficar-em-casa.html.
Para quem quer um incentivo para voltar ao trabalho vale a pena ler. Um beijo a todas e força amigas..."

Espero que Deus me dê força nessa fase tão difícil de adaptação, tanto para mim quanto para o meu pequeno.

4 comentários:

Andressa Milani disse...

Agora são: 14:15. Acabei de ligar na minha irmã e ela disse que o Fabrizio ficou bem, mas quando deu o soninho ele chorou bastante, pq queria o peito para dormir. Ela estava dando uma mamadeira de LM para ele. Ele mamava um pouco e cuspia o bico. Assim ela seguiu insistindo. De outro lado, eu acabei de esgotar 100ml do peito esquerdo e agora vou tirar mais 50ml no direito. Já dá uma mamadeira. às 17h repito o processo... Estou triste... mas vai passar....

Bruna e Elcio disse...

Eu volto a trabalhar 26/06, o Enzo vai ficar com minha mãe, e sua irmã está certa, não importa o tempo, mas sim a qualidade dele.
A geladeira portátil onde você comprou?
Bjus =*

Karla disse...

Força DRE, leia o texto e se anime

http://catapensandoalto.blogspot.com.br/2011/11/on-being-working-mom.html

Danny disse...

É mana, eu sei exatamente o que vc está sentindo, passei por isso e sofri muuuuuito, vc esteve comigo e pode acompanhar o meu sofrimento, não é nada fácil ficar longe da pessoinha que encheu seus dias de alegria durante 05 meses, mas isso passa e vc se acostuma, é bom a gente ter um tempo da gente também, ver que o mundo não gira em torno de fraldas sujas, choro de bebê e roupa suja de leite de peito, rs.
Estou adorando ficar com ele, é meu amorzinho, meu fofinho, e como vc disse, eu cuido dele como cuido da minha princesa, com todo amor, carinho e dedicação, quando ele for pra creche eu e a Nathalia sentiremos muita falta dele, mas sei que será muito bom pra ele, vai ter uma rotina, ficar cada dia mais esperto e conviver com outras crianças, isso será ótimo pra ele.
Força na peruca mana, tudo vai dar certo!
Amo vcs! Bjs!

Postar um comentário